Do mel ao fel: Metamorfoses da estratégia de gozo em Roman Polanski¹

  • Raul Albino Pacheco Filho
Palavras-chave: Neurose, perversão, estrutura clínica, gozo, objeto a, topologia, seminário 16

Resumo

Assim como outras realizações de Roman Polanski, “Lua de Fel”, de 1992, é um filme impactante. Em diferentes momentos do filme, os personagens Oscar e Mimi revezam-se na posição de torturador e torturado, em cenas clássicas do receituário BDSM (Bondage/Discipline, Dominance/Submission, Sadism/Masochism). Busca desesperada de reencontrar o desejo por meio de uma erótica sadomasoquista? Ou tratar-se-ia de algo mais fundamental, da ordem da estrutura clínica dos sujeitos? O enigma se acentua com a entrada do casal Fiona e Nigel, na trama do filme. O fato de o autor do romance ser Pascal Bruckner, conhecido por filosofar e tecer teorias sobre o amor, apenas deixa a interpretação ainda mais controversa. Embora personagens de filmes não sejam “casos clínicos”, as obras de arte sempre foram fonte promissora para a reflexão dos psicanalistas. Esta apresentação interroga os personagens de “Lua de Fel” e sua trama, visando a uma reflexão sobre os aspectos distintivos estruturais entre neurose e perversão. O ordenamento topológico estratificado do Outro (esburacado pelo objeto a), o funcionamento desse lugar vazio como núcleo de atração de gozo e a função mais-de gozar – apresentados por Lacan no Seminário 16 – permitem avançar o entendimento das estruturas clínicas da neurose e da perversão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raul Albino Pacheco Filho

Professor Titular da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), atuando no Curso de Psicologia e no Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Social, onde coordena o Núcleo de Pesquisa Psicanálise e Sociedade (inscrito no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil – CNPq). Psicólogo com graduação pela PUC-SP e Mestrado e Doutorado pelo Instituto de Psicologia da USP. Psicanalista AME da Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano (EPFCL – Brasil) e da Internacional dos Fóruns do Campo Lacaniano (Fórum de São Paulo). Coordena a Rede de Pesquisa Psicanálise e Saúde Pública do Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo.

Referências

AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION. Diagnostic and Statistical Manual
of Mental Disorders, Fifth Edition. Arlington: VA, American Psychiatric Association,
2013.
DICTIONNAIRES LE ROBERT. (1988). Micro-Robert Poche. Paris: Robert, 1988.
FREUD, S. (1905). “Três ensaios sobre a teoria da sexualidade”. In: Edição Standard
Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de
Janeiro: Imago, 2. ed., 1987, vol. VII.
_________. (1912a). “Sobre a tendência universal à depreciação na esfera do amor”.
In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund
Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2. ed., 1987, vol. XI. Disponível em: conexoesclinicas.com.br/wp-content/uploads/2015/01/FREUD-Sigmund.-
-Obras-Completas-Imago-Vol.-11-1910.pdf> [9 fev. 2016].
_________. (1912b). “Sobre la más generalizada degradación de la vida amorosa”.
In: Obras completas de Sigmund Freud. Buenos Aires: Amorrortu, 2. ed., 1986,
vol. XI. Disponível em: Tomo%20XI.pdf> [9 fev. 2016].
_________. (1927). “Fetichismo”. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas
Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2. ed., 1987, vol. XXI.
_________. (1950 [1895). “Projeto para uma psicologia científica”. In: Edição Standard
Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de
Janeiro: Imago, 2. ed., 1987, vol. I.
GIANESI, A. P. L. (2011). Causalidade e desencadeamento na clínica psicanalítica.
São Paulo: Annablume, 2011.
LACAN, J. (1959-60). O seminário, livro 7: A ética da psicanálise. 2. ed. Rio de
Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2008.
_________. (1963). “Kant com Sade”. In: Escritos. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Ed.,
1998, pp. 776-803.
_________. (1963). “Subversão do sujeito e dialética do desejo no inconsciente freudiano”.
In: Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998, pp. 807-842.
_________. (1962-63). O seminário, livro 10: A angústia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar
Ed., 2005.
_________. (1964). O seminário, livro 11: Os quatro conceitos fundamentais da psicanálise.
Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1988.
_________. (1966). Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998.
_________. (1968-69a). O seminário, livro 16: De um Outro ao outro. Rio de Janeiro:
Jorge Zahar Ed., 2008.
_________. (1968-69b). Le séminaire, livre 16: D’un Autre à l’autre. Disponível em:
[9 fev. 2016].
_________. (1974). “Televisão”. Outros escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003.
MARTINHO, M. H. C. (2011). Perversão: um fazer gozar. Tese (Doutorado em
Psicanálise) – Instituto de Psicologia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro,
2011.
Publicado
2016-06-23
Como Citar
Filho, R. A. P. (2016). Do mel ao fel: Metamorfoses da estratégia de gozo em Roman Polanski¹. Revista De Psicanálise Stylus, (32), pp. 163-177. https://doi.org/10.31683/stylus.vi32.631