Desfazendo nó cego, dissolvendo nó na garganta e dando nó em pingo d’água!

  • Ana Laura Prates Pacheco
Palavras-chave: Nó borromeano, RSI, Nomes do Pai, Complexo de Édipo

Resumo

O texto apresenta a partir do Seminário 22 de Lacan “Os nomes do pai”, o avanço epistemológico e clínico trazido pela escrita do nó borromeano como “espaço do falasser”, que articula o enlace entre os três registros (Real, Simbólico e Imaginário) bem como de três modos de gozo (gozo fálico, gozo do sentido e gozo do Outro) a partir do furo central. Articula-se, ainda, o acolhimento do sofrimento humano pelo psicanalista, com a devida precisão formalizada por Freud (Inibição, Sintoma e Angústia) e as operações realizadas pelo Psicanalista para que daí um novo desejo possa advir. Acompanha, ainda, a passagem do nó de três para o nó de quatro elementos, introduzindo a escrita dos Nomes do Pai com o Sintoma e uma nova leitura do Complexo de Édipo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Laura Prates Pacheco

Psicanalista, Psicóloga. Mestre e Doutora em Psicologia Clínica pelo Instituto de Psicologia da USP (IPUSP). Pós-Doutorado no Programa de Pós-graduação em Psicanálise do Instituto de Psicologia da UERJ. Pesquisadora convidada do LABEURN, UNICAMP. AME da Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano – FCL-SP. Coordenadora da Rede de Pesquisa de Psicanálise e Infância das Formações Clínicas do Campo Lacaniano, além de transmitir em seus próprios Seminários. Autora, dentre outros, de Feminilidade e experiência psicanalítica (Haker, 2001), de De la fantasía de infancia a lo infantil de la fantasía (Letra Viva, 2012) e Da fantasia de infância ao intanfil na fantasia (Annablume, 2012) e La letra de la carta al nudo (Un-decir, Asociacion Foro del Campo Lacaniano de Medellín, 2015).

Referências

BOSCO, J.; BLANC, A. O bêbado e a equilibrista, 1979.
FERRY, L. Kant. Uma leitura das três “Críticas”. Rio de Janeiro: Difel, 2010.
KUNDERA, M. A insustentável leveza do ser. São Paulo, Cia das Letras, 1999.
LACAN, J. (1974-75) O seminário, livro 22: RSI, inédito.
RONA, P. O significante, o conjunto e o número – A topologia na psicanálise de
Jacques Lacan. São Paulo, Annablume, 2012.
Publicado
2016-06-23
Como Citar
Pacheco, A. L. P. (2016). Desfazendo nó cego, dissolvendo nó na garganta e dando nó em pingo d’água!. Revista De Psicanálise Stylus, (32), pp. 27-36. https://doi.org/10.31683/stylus.vi32.617
Seção
DIREÇÃO DO TRATAMENTO