A inconsistência do Outro e a impossibilidade de universo do discurso no campo lacaniano

  • Ingrid Porto de Figueiredo Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Palavras-chave: Verdade, Causa, Gozo, Discurso, Inconsistência

Resumo

Foi com Lacan que a psicanálise deslocou o inconsciente que diz a verdade para a verdade que fala por si mesma. Em seu ensino, a verdade foi situada como causa material diferente da ciência, que a tem como causa formal. Além disso, o lugar da causa é situado a partir sujeito — o sujeito da ciência, criado e foracluído pelo campo científico — em sua articulação com a materialidade do significante, com o objeto a e o campo do gozo, este batizado de campo lacaniano, por ter sido inaugurado a partir dos avanços de Lacan em relação à teoria pulsional freudiana. Então, o inconsciente estruturado como uma linguagem avança para o inconsciente em sua vertente real, trazendo o empreendimento lógico de demonstrar a inconsistência do Outro e a impossibilidade de universo do discurso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Bruno, P. (2011). Lacan, pasador de Marx: la invención del síntoma. Barcelona: Ediciones S&P.

Coelho, S. P. (2014). Anotações da aula sobre o seminário, livro 16: De um Outro ao outro de Jacques Lacan, capítulo III: A topologia do outro e capítulo IV: O fato e o dito. Trabalho inédito.

Costa, N. (2014). Psicanálise & lógica. Entrevista histórica com Newton C. A. da Costa falando sobre a lógica paraconsistente e sua contribuição na teoria laca- niana. Leitura Flutuante, 6(2), 51-77. Recuperado de https://revistas.pucsp.br/ index.php/leituraflutuante/article/view/20671/16186

D’Agord, M. R. L. & Triska, V. H. C. (2009). A topológica da verdade. aSEPHallus, 7(4), 12-22. Recuperado de http://www.isepol.com/asephallus/numero_07/re- vista_7.pdf

Doxiadis, A. & Papadimitriou, C. (2010). Logicomix: uma jornada épica em busca da verdade. São Paulo: WMF Martins Fontes.

Gianesi, A. P. L. (2011). Causalidade e desencadeamento na clínica psicanalítica. São Paulo: Annablume.

Lacan, J. (1992). O seminário, livro 17: o avesso da psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. (Trabalho original publicado em 1969-1970)

Lacan, J. (1998). A ciência e a verdade. In J. Lacan, Escritos. (Vera Ribeiro, trad.) (pp. 869-892). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor.

Lacan, J. (2003). Lituraterra. In J. Lacan. Outros escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Trabalho original publicado em 1971)

Lacan, J. (2008a). O seminário, livro 7: a ética da psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Trabalho original publicado em 1959-1960)

Lacan, J. (2008b). O seminário, livro 16: de um Outro ao outro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Trabalho original publicado em 1968-1969)

Pacheco, A. L. P. (2014). La letra: de la carta al nudo. Medellín: Asociación Foro del Campo Lacaniano de Medellín.

Ramos, C. (2015). Paraconsistência e paracompletude nas fórmulas da sexuação. Trabalho apresentado na Jornada de Encerramento de Formações Clínicas do Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo. Inédito.

Publicado
2020-09-11
Como Citar
de Figueiredo, I. P. (2020). A inconsistência do Outro e a impossibilidade de universo do discurso no campo lacaniano. Revista De Psicanálise Stylus, (39), pp. 63-74. https://doi.org/10.31683/stylus.vi39.476
Seção
TRABALHO CRÍTICO COM OS CONCEITOS